Relembre a palavra ministrada na última Ceia de Oficiais

Atualizado: 30 de Set de 2020

Respeitando normas municipais, a Igreja Renascer em Cristo retomou suas atividades presenciais, com máximo de 40% de sua capacidade de público; uso obrigatório de máscara; álcool gel disponível; distanciamento social e restrição ao grupo de risco.

Por conta da quarentena parcial, a Ceia de Oficiais da Igreja Renascer em Cristo correspondente ao mês de outubro também será transmitida pela Rede Gospel de Televisão e via Facebook e YouTube.


A palavra será ministrada neste sábado (03), a partir das 17h, pelo Apóstolo Estevam Hernandes e pela Bispa Sonia Hernandes, diretamente da Renascer Arena, antigo Ginásio da Portuguesa. 


“Será um período marcado por experiências profundas com Deus e com a palavra profética que nos direcionará durante o mês de outubro. Vamos também celebrar, juntos, a Santa Ceia do Senhor”, declarou o líder da Renascer.


Na Ceia de Oficiais de setembro, ele falou sobre o poder profético.

Acompanhe, a seguir, o resumo da palavra ministrada:

Isaías 20.1 a 6: “No ano em que Tartã, enviado por Sargão, rei da Assíria, veio a Asdode, e a guerreou, e a tomou, nesse mesmo tempo, falou o Senhor por intermédio de Isaías, filho de Amoz, dizendo: Vai, solta de teus lombos o pano grosseiro de profeta e tira dos pés o calçado. Assim ele o fez, indo despido e descalço. Então, disse o Senhor:


Assim como Isaías, meu servo, andou três anos despido e descalço, por sinal e prodígio contra o Egito e contra a Etiópia, assim o rei da Assíria levará os presos do Egito e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, despidos e descalços e com as nádegas descobertas, para vergonha do Egito.


Então, se assombrarão os israelitas e se envergonharão por causa dos etíopes, sua esperança, e dos egípcios, sua glória. Os moradores desta região dirão naquele dia: Vede, foi isto que aconteceu àqueles em quem esperávamos e a quem fugimos por socorro, para livrar-nos do rei da Assíria! Como, pois, escaparemos nós?”


Deus chamou profetas, ou seja, homens ungidos, para serem os porta-vozes d’Ele aqui na Terra.

O chamado de Isaías foi muito específico: profetizar a vinda do Messias e anunciar o juízo sobre Israel.

Além do ministério profético, há um poder profético. E este poder não é derramado especificamente sobre uma pessoa, mas sobre a Igreja, e precisamos exercê-lo. A origem dele está na Palavra, que traz à existência o que não existe.

Para expressar e transmitir o que Deus tem preparado para os homens e para que o Corpo de Cristo continue avançando de forma saudável, esse poder profético precisa ser liberado.

E esse poder profético:

1. NOS LIVRA DA CORRUPÇÃO

Provérbios 29.18: “Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz.”

O poder profético livra o povo da corrupção espiritual e da corrupção moral.

Hoje, a falta desse poder tem desmantelado estruturas e abortado o plano de Deus na vida de muitas pessoas.


Precisamos ter consciência de que a profecia consola, edifica, mas também exorta, e isso é fundamental para o desenvolvimento da nossa vida espiritual.

2. DENUNCIA O PECADO

2 Samuel 12.9 e 10: “Por que, pois, desprezaste a palavra do Senhor, fazendo o que era mau perante ele? A Urias, o heteu, feriste à espada; e a sua mulher tomaste por mulher, depois de o matar com a espada dos filhos de Amom. Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.”

Romanos 6.23: “...porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.”


Todos nós sabemos que Davi pecou. Mas o processo de libertação dele só começou quando aqueles atos foram revelados e denunciados por um profeta

O poder profético não é para a destruição ou condenação, mas para a cura e libertação!


3. ANUNCIA O AGIR DE DEUS

Atos 21.10 e 11: “Demorando-nos ali alguns dias, desceu da Judeia um profeta chamado Ágabo e, vindo ter conosco, tomando o cinto de Paulo, ligando com ele os próprios pés e mãos, declarou: Isto diz o Espírito Santo: Assim os judeus, em Jerusalém, farão ao dono deste cinto e o entregarão nas mãos dos gentios.”


Esse poder profético determina o agir de Deus por meio de manifestações físicas, para que não haja brechas para nenhum espirito de confusão.

Isaías foi levantado com esse poder profético que está em nossas vidas através do Espirito Santo.