"Deus quer abrir os seus olhos para um novo tempo!"

Respeitando normas municipais, a Renascer em Cristo retomou suas atividades presenciais, com máximo de 40% de sua capacidade de público; uso obrigatório de máscara; álcool gel disponível; distanciamento social e restrição ao grupo de risco.

Para que todos fossem ministrados, os cultos de Celebração da Família deste domingo (05) também foram transmitidos pela Rede Gospel de Televisão e via YouTube e Facebook.


Diretamente do Renascer Hall, a palavra foi ministrada pelo Apóstolo Estevam Hernandes.


Acompanhe, a seguir, o resumo: João 9.1 a 12: “Caminhando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos perguntaram: Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus. É necessário que façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Dito isso, cuspiu na terra e, tendo feito lodo com a saliva, aplicou-o aos olhos do cego, dizendo-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que quer dizer Enviado). Ele foi, lavou-se e voltou vendo. Então, os vizinhos e os que dantes o conheciam de vista, como mendigo, perguntavam: Não é este o que estava assentado pedindo esmolas? Uns diziam: É ele. Outros: Não, mas se parece com ele. Ele mesmo, porém, dizia: Sou eu. Perguntaram-lhe, pois: Como te foram abertos os olhos? Respondeu ele: O homem chamado Jesus fez lodo, untou-me os olhos e disse-me: Vai ao tanque de Siloé e lava-te. Então, fui, lavei-me e estou vendo. Disseram-lhe, pois: Onde está ele? Respondeu: Não sei.” Siloé significa “enviado”, ou seja, “apostólico”. O Tanque de Siloé ficava próximo ao templo. Suas águas saem do Túnel de Ezequias. Ali perto, Jesus encontra um cego de nascença, que vivia de esmolas. Naquela época, só era permitido mendigar quem possuía algum tipo de deficiência física. Cristo, então, muda a vida daquele homem, realizando um milagre inédito. Isaías 28.21: “Porque o Senhor se levantará, como no monte Perazim, e se irará, como no vale de Gibeão, para realizar a sua obra, a sua obra estranha, e para executar o seu ato, o seu ato inaudito.”

Com base nesta história, precisamos ter consciência de que:

#1 Deus quer tirar todas as acusações do passado e da religiosidade Romanos 8.1: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” Ao encontrar aquele cego, qual foi a primeira pergunta dos religiosos? “Quem pecou: os pais ou ele?”. Aquele era um conceito cultural. Muitas vezes, sem perceber, carregamos crenças falsas que invalidam o sacrifício de Cristo na cruz. Gálatas 5.1: “Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.” Tudo o que passamos ou enfrentamos será para que a glória de Deus se manifeste em nossas vidas. Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” #2 Precisamos quebrar nossa autoimagem destruída Provérbios 23.7: “Porque, como imagina em sua alma, assim ele é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo.” Aquele milagre não foi só físico, mas espiritual, pois, em Cristo, somos novas criaturas. #3 Precisamos mergulhar nas águas curadoras de Siloé Ezequiel 47.8 e 9: “Então, me disse: Estas águas saem para a região oriental, e descem à campina, e entram no mar Morto, cujas águas ficarão saudáveis. Toda criatura vivente que vive em enxames viverá por onde quer que passe este rio, e haverá muitíssimo peixe, e, aonde chegarem estas águas, tornarão saudáveis as do mar, e tudo viverá por onde quer que passe este rio.” Jesus, profeticamente, o mandou mergulhar e lavar-se, pois nosso corpo é templo do Espírito Santo. Ser lavado nas águas de Siloé nos cura, nos envia para um novo tempo e nos faz um testemunho vivo do poder de Deus!


Redação

30 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Santidade é tema da Ceia de Oficiais de outubro

Durante a Ceia de Oficiais de outubro, realizada na Renascer Arena, que recebeu 40% de sua capacidade de público, o Apóstolo Estevam Hernandes ministrou falou sobre a santidade que nos leva a viver o

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Central de Endereços

Para saber qual a igreja mais próxima clique aqui!

Assessoria de Imprensa

imprensa@renascer.org.br

© 2020 | Produzido por agência VB Creations  | Todos os direitos reservados.