top of page

A oferta de Davi e seus ensinamentos

Atualizado: 7 de jun.




Durante a Ceia de Oficiais de junho, realizada na Renascer Arena, o Apóstolo Estevam Hernandes ministrou a oferta de Davi.


Acompenhe o resumo:

 

2 Samuel 24.24 e 25: Porém o rei disse a Araúna: — Não! Eu vou comprar de você pelo que vale. Porque não oferecerei ao Senhor, meu Deus, holocaustos que não me custem nada. Assim, Davi comprou a eira e os bois por cinquenta moedas de prata. Davi edificou ali um altar ao Senhor e apresentou holocaustos e ofertas pacíficas. Assim, o Senhor se tornou favorável para com a terra, e a praga cessou no meio de Israel.

 

Davi havia cometido um erro ao fazer um censo. O objetivo era mostrar o quanto o reinado dele era poderoso, quando na verdade todas as vitórias alcançadas ocorreram pela interferência do Senhor. Houve, então, uma terrível praga.

 

Natã, então, o exorta e o direciona a consagrar uma oferta para que aquele mal cessasse.

 

Ao chegar à fazenda, Araúna disse que Davi estava liberado para fazer o que quisesse. Mas Davi fez questão de comprar aquele terreno pelo valor que realmente valia e, assim, nos deixou uma grande lição: “Não oferecerei ao Senhor, meu Deus, holocaustos que não me custem nada.”

 

Existem pessoas que infelizmente entregam para Deus apenas o que sobra.

 

Davi tinha um sentimento diferente. A prioridade dele era honrar ao Senhor com tudo o que ele possuía:

 

1 Crônicas 29.3: E ainda, porque amo o templo de meu Deus, o ouro e a prata particulares que tenho dou para o templo de meu Deus, além de tudo o que preparei para o santuário.

 

Este mesmo sentimento encontramos naquela viúva que entregou as duas únicas moedinhas que ela possuía.

 

Precisamos tomar cuidado para não manter em nossas casas ou usar os recursos que são de Deus.

 

Malaquias 3.8: Será que alguém pode roubar a Deus? Mas vocês estão me roubando e ainda perguntam: "Em que te roubamos?" Nos dízimos e nas ofertas.

 

Precisamos ter consciência de que Evangelho não é só pedir, é entregar o que Deus pede! A renúncia nos coloca dentro dos planos de Deus.

 

Atos 20.35: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.

 

Guarde estes três conselhos importantes:

 

1º Deseje honrar a Deus de todas as maneiras;

 

Provérbios 3.9: Honre o Senhor com os seus bens e com as primícias de toda a sua renda.

 

2º Seja liberal;

 

Provérbios 11.24: A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais.

 

3º Deseje e busque ser próspero.

 

Busque ser próspero para abençoar a obra, para abençoar sua família e para abençoar os necessitados!



Acompanhe, a seguir, as 12 bênçãos do mês de junho:

 

1ª Ousadia para tomar decisões e atitudes que te levarão a novos patamares na sua vida financeira;

 

2ª Deus transformará, através da justiça d’Ele, toda retenção e maldição em bênçãos;

 

3ª Tudo o que está retido e pendente na sua vida será liberado até o dia 20 de junho;

 

4ª Deus vai tirar do fundo do poço pessoas que profissionalmente não conseguem ter sucesso. Haverá dupla honra e os seus opositores reconhecerão sua vitória;

 

5ª Grandes negócios serão colocados sobrenaturalmente nas mãos dos servos de Deus;

 

6ª Uma prosperidade inexplicável. A sua constituição te levará a patamares que você jamais alcançou;

 

7ª A unção de ocupar o primeiro lugar em tudo o que você fizer;

 

8ª Liberação de chaves da casa própria, do carro zero e de tesouros escondidos;

 

9ª Limpeza financeira, com perdão de dívidas e descontos;

 

10ª Neste mês, você consagrará o maior dízimo deste semestre;

 

11ª Junho será o mês de grandes liberações e restituição de posições e bens (100 vezes mais);

 

12ª Portas de viagens nacionais e internacionais e de intercâmbios. Prepare o seu passaporte!

 

 

Redação

Posts recentes

Ver tudo

Por que jejuar é tão importante?

Lucas 5.34 e 34: "Jesus, porém, lhes disse: Podeis fazer jejuar os convidados para o casamento, enquanto está com eles o noivo? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; naqueles dias, sim

Comentarios


bottom of page