Vitória sobre a miséria espiritual

Atualizado: Ago 31


A Ceia de Oficiais da Igreja Renascer em Cristo de agosto, realizada na Renascer Arena, foi marcada por muitas emoções.


Na data que antecedeu o Dia dos Pais, o Apóstolo Estevam Hernandes foi especialmente homenageado.


Depois das manifestações de carinho, ele trouxe uma mensagem libertadora sobre “Como Vencer a Religiosidade da Miséria?”


Acompanhe, a seguir, o resumo:


Quando Deus criou o homem, o colocou no Jardim do Éden, um local repleto de riquezas naturais. Antes do pecado, Adão e Eva nunca souberam o que era passar necessidade. O Senhor os criou para que tivessem domínio sobre todas as coisas!


O que podemos concluir? Deus não nos criou para sermos miseráveis!


Se fomos criados à imagem e semelhança de Deus, naturalmente herdamos Suas características, e a miséria com certeza não é uma delas!


A miséria veio com o pecado e a religiosidade, de certa forma, o alimenta!


Mas Cristo veio para nos resgatar deste domínio:


Preste atenção neste versículo:


2 Coríntios 8.9: “... pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos.”


Nesta passagem, Paulo desvenda um segredo espiritual profundo, pois Jesus, mesmo sendo Filho de Deus, o criador de todas as coisas, nasceu em uma estrebaria. Seu berço era uma manjedoura.


E por que Ele se fez pobre? Para que fôssemos ricos! A religiosidade quer nos fazer acreditar o contrário: que nascemos para viver subjugados.


Existem muitas manipulações que nos levam a viver achatados e distantes das promessas de expansão que Deus tem para nossas vidas!


Por isso, precisamos nos libertar para, assim, termos nossos caminhos liberados!

Mas para isso, precisamos ter consciência de que:


1- HUMILDADE NÃO É POBREZA!


1 Pedro 5.6: “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte...”


A religiosidade ensina que ser humilde é não ter dinheiro ou não ter estudo. Na verdade, ser humilde é ser ensinável. Humildade é o oposto da arrogância, um dos grandes males da atualidade, como a própria Bíblia nos ensina:


2 Timóteo 3.1 a 5: Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.”


Ter humildade é saber que a minha posição não me torna superior a ninguém!


A humildade faz parte da nossa essência espiritual. Foi o que o exemplo de Cristo nos ensinou:


Filipenses 2.5 a 7: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.”


2- NÃO PODEMOS ALIMENTAR SENTIMENTOS DE MISÉRIA

2 Samuel 12.1 a 4: “O Senhor enviou Natã a Davi. Chegando Natã a Davi, disse-lhe: Havia numa cidade dois homens, um rico e outro pobre. Tinha o rico ovelhas e gado em grande número; mas o pobre não tinha coisa nenhuma, senão uma cordeirinha que comprara e criara, e que em sua casa crescera, junto com seus filhos; comia do seu bocado e do seu copo bebia; dormia nos seus braços, e a tinha como filha. Vindo um viajante ao homem rico, não quis este tomar das suas ovelhas e do gado para dar de comer ao viajante que viera a ele; mas tomou a cordeirinha do homem pobre e a preparou para o homem que lhe havia chegado.”


Miséria não é falta de dinheiro, mas pobreza de espírito! Miserável é aquele que pode, mas não divide!


O sentimento de miséria é tão demoníaco, pois torna o ser humano mesquinho, avarento e explorador!


Lucas 12.15: “Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.”


Precisamos ter consciência de que a multiplicação passa pela doação!


Lucas 6.38: “...dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.”


E por que temos para entregar? Pois, como filhos de Deus, herdamos toda sorte de bênçãos espirituais:


Tiago 1.17: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.


Efésios 1.3: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo.”


Romanos 8.17: “Se somos filhos, então, também somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se realmente participamos dos seus sofrimentos para que, da mesma maneira, participemos da sua glória. O sofrimento e a glória futura.”


3- PRECISAMOS SAIR DE LO-DEBAR


2 Samuel 9.3: “Disse-lhe o rei: Não há ainda alguém da casa de Saul para que use eu da bondade de Deus para com ele? Então, Ziba respondeu ao rei: Ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés.”


A situação de Mefibosete é similar a de muitos cristãos atualmente.


Como descendente do rei Saul, ele tinha direito a uma grande herança. Mas estava vivendo de maneira miserável em Lo-Debar.


Davi, então, o resgata e o restitui! Mefibosete recuperou o direito de se assentar à mesa do rei.


Jesus Cristo fez o mesmo por nós! Ele nos resgatou da condição de escravos para que tivéssemos acesso as bênçãos que, como filhos de Deus, temos direito.


Malaquias 3.18: “Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não o serve.”


O seu lugar não é Lo-Debar, mas na mesa do Rei!


Guarde isso:


Isaías 1.19: “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”


Filipenses 4.19: “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.”


Efésio 3.20: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós...”


Você, assim como José do Egito, é diferenciado:


1- Pelo seu relacionamento com Deus;


2- Pela capacitação d’Ele na sua vida.

E como viver na plenitude o que Deus tem para nós?


1- PEDINDO PARA O ESPÍRITO SANTO UMA MENTE PRÓSPERA


3 João 1.2: “Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.”


Romanos 12.2: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”


Fomos formados com uma mentalidade de miséria, e isso se reflete nos nossos comportamentos. Por isso, precisamos destruir dentro de nós todos os ambientes negativos e construir ambientes positivos.


Lembre-se de que somos o que acreditamos! Não se enxergue mais pequeno! Deus tem muito mais para você:


Salmos 1.3: “Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido.”


Quando temos uma mente próspera, temos comportamentos prósperos e, assim, atraímos a prosperidade!


Quem tem uma mente próspera é feliz e alegre, pois só espera o melhor!


2- DESEJANDO SER RICO PARA DEUS


Eclesiastes 5.19: “Todo homem a quem Deus concede riquezas e recursos que o tornam capaz de sustentar-se, de receber a sua porção e desfrutar das recompensas do seu trabalho, isso é presente de Deus.”


Lucas 12.20: “Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus.”


Guarde isso:


Deus coloca recursos nas mãos daqueles que constroem para Ele! É o que a história de Davi nos ensina:


1 Crônicas 29.2: “2 Eu, pois, com todas as minhas forças já preparei para a casa de meu Deus ouro para as obras de ouro, prata para as de prata, bronze para as de bronze, ferro para as de ferro e madeira para as de madeira; pedras de ônix, pedras de engaste, pedras de várias cores, de mosaicos e toda sorte de pedras preciosas, e mármore, e tudo em abundância.”


E o que vemos no decorrer da Bíblia:


Mateus 6.33: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.”


2 Coríntios 9.10 e 11: “Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça, enriquecendo-vos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus.”


3- TENDO CONSCIÊNCIA DE QUE DEUS ESTÁ LIBERANDO UM TEMPO DE GRANDE PROSPERIDADE PARA O SEU POVO


É tempo de expansão, de alargar as estacas da tenda! Por isso, semeie suas sementes!