"Sua esperança no Senhor jamais será frustrada!"


Respeitando normas municipais, a Renascer em Cristo retomou suas atividades presenciais, com máximo de 40% de sua capacidade; uso obrigatório de máscara; álcool gel disponível; distanciamento social e restrição ao grupo de risco.


Para que todos fossem ministrados, os cultos de Celebração da Família deste domingo (23) também foram transmitidos pela Rede Gospel de Televisão e via Facebook e YouTube.


Acompanhe, a seguir, o resumo e o vídeo do culto: João 21.3 a 14: “Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. Saíram, e entraram no barco, e, naquela noite, nada apanharam. Mas, ao clarear da madrugada, estava Jesus na praia; todavia, os discípulos não reconheceram que era ele. Perguntou-lhes Jesus: Filhos, tendes aí alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não. Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes. Aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: É o Senhor! Simão Pedro, ouvindo que era o Senhor, cingiu-se com sua veste, porque se havia despido, e lançou-se ao mar; mas os outros discípulos vieram no barquinho puxando a rede com os peixes; porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados. Ao saltarem em terra, viram ali umas brasas e, em cima, peixes; e havia também pão. Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar. Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu. Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? Porque sabiam que era o Senhor. Veio Jesus, tomou o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe. E já era esta a terceira vez que Jesus se manifestava aos discípulos, depois de ressuscitado dentre os mortos.” Pedro não estava sabendo lidar com o fato de que não teria mais a presença física de Jesus. Voltou para o ponto de partida. Mas, houve uma noite muito frustrante para ele. Foram horas e horas de trabalho, para terminar com as redes vazias.   Ele precisa de uma intervenção sobrenatural. Jesus, então, depois de ressurreto, aparece a Pedro e com uma Palavra, que reverte completamente aquela situação! Foram 153 grandes peixes, 153 grandes motivos para ele não desistir! Com base neste milagre, há alguns pontos que precisamos refletir: 1- Nos momentos mais desgastantes, é que precisamos vigiar mais 2 Coríntios 2.11: “...para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios.” Quando nos sentimos pressionados, tomamos as piores decisões. E a pior delas é desistir! Precisamos renovar nossas forças no Senhor, para que resistamos no dia mal. 2- Em meio a tantas incertezas, ouvir a voz do nosso Bom Pastor João 10.27: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.” Quando não ouvimos a voz de Cristo, o bom Pastor, ficamos vulneráveis a outras vozes e pensamentos.   3- Seguir a direção de Deus, para vivermos o sobrenatural João 21.11: “Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu.” Deus é um Deus de abundância, não de desperdício. Ele não só mudou o curso natural daquele mar, como também reforçou a estrutura daquelas redes. Pois, naturalmente, elas se romperiam. Em todos os detalhes, Ele se faz presente. Por isso, lembre-se de que, sua esperança n’Ele jamais será frustrada.

Redação

24 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Central de Endereços

Para saber qual a igreja mais próxima clique aqui!

Assessoria de Imprensa

imprensa@renascer.org.br

© 2020 | Produzido por agência VB Creations  | Todos os direitos reservados.