A fé transforma dor em forças para seguir!

Atualizado: Mai 6

No Culto de Celebração da Família deste domingo (02) realizado no Renascer Hall, o Apóstolo Estevam Hernandes e a Bispa Sonia Hernandes trouxeram uma mensagem de reflexão com base no tema: Como vencer a dor?

Acompanhe, a seguir, o resumo e o vídeo com o culto na íntegra:

2 Coríntios 11.23 a 33: “São ministros de Cristo? (Falo como fora de mim.) Eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; muito mais em prisões; em açoites, sem medida; em perigos de morte, muitas vezes. Cinco vezes recebi dos judeus uma quarentena de açoites menos um; fui três vezes fustigado com varas; uma vez, apedrejado; em naufrágio, três vezes; uma noite e um dia passei na voragem do mar; em jornadas, muitas vezes; em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos entre patrícios, em perigos entre gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadigas, em vigílias, muitas vezes; em fome e sede, em jejuns, muitas vezes; em frio e nudez.

Além das coisas exteriores, há o que pesa sobre mim diariamente, a preocupação com todas as igrejas.Quem enfraquece, que também eu não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu não me inflame? Se tenho de gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza.

O Deus e Pai do Senhor Jesus, que é eternamente bendito, sabe que não minto. Em Damasco, o governador preposto do rei Aretas montou guarda na cidade dos damascenos, para me prender; mas, num grande cesto, me desceram por uma janela da muralha abaixo, e assim me livrei das suas mãos.”

Em Isaías66.9, o profeta relata:“Não causarei dor sem permitir que nasça algo novo, diz o Senhor”. Pois bem, metaforicamente falando, assim como uma gestante, muitas vezes precisaremos passar por uma “dor” para chegarmos ao propósito que nos espera. Em sua soberania, Deus permite situações angustiantes acontecerem em nossas vidas para que dali possa nascer algo novo. Deus nos ama tanto, que Ele não suporta que nos enraizemos no nosso próprio conforto, de fato Ele quer nos tirar da nossa caixinha e nos fazer ir mais alto e mais profundo.

Paulo, em uma de suas cartas, nos alerta que neste mundo passaremos por tribulações, mas com Deus ao nosso lado teremos esperança e assim desenvolveremos um caráter aprovado para enfim conseguir enfrentar os problemas e dificuldades.

A dor é algo que é inerente ao ser humano, não é nada extraordinário sentir dor, seja ela física, ou emocional

Provérbios 14.13: “Até no riso tem dor o coração, e o fim da alegria é tristeza.”

Porém é possível aprender a estar bem e feliz em toda e qualquer situação.

Filipenses 4.12 e 13: “Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.”

Esta afirmação vem de um homem experimentado em dores!

Paulo:

- Foi perseguido em Damasco;

-Foi rejeitado em Jerusalém;

- Foi esquecido em Tarso;

- Foi apedrejado em Listra;

- Foi açoitado em Filipos;

- Foi escorraçado em Tessalonica;

- Foi enxotado de Bereia;

- Foi chamado de tagarela em Atenas;

- Foi chamado de impostor em Corinto;

- Enfrentou feras em Éfeso;

- Foi preso em Jerusalém;

- Fui acusado em Cesareia;

- Enfrentou um Naufrágio pra Roma;

- Foi picado por uma víbora em Malta;

- Chegou em Roma preso e algemado.

Mas nunca desistiu, pois carregava dentro de si uma certeza: AS COISAS QUE ME ACONTECERAM TÊM CONTRIBUÍDO PARA O PROGRESSO DO EVANGELHO!

Filipenses 1.12 a 8: “Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me aconteceram têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a palavra de Deus.

Alguns, efetivamente, proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade; estes, por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulação às minhas cadeias. Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, quer por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei.”

Precisamos ter consciência de que:

#1 PARA SE LIVRAR DA DOR, O ÚNICO CAMINHO É JESUS

Eclesiastes 2.22 a 26: Pois que tem o homem de todo o seu trabalho e da fadiga do seu coração, em que ele anda trabalhando debaixo do sol? Porque todos os seus dias são dores, e o seu trabalho, desgosto; até de noite não descansa o seu coração; também isto é vaidade. Nada há melhor para o homem do que comer, beber e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho. No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus, pois, separado deste, quem pode comer ou quem pode alegrar-se? Porque Deus dá sabedoria, conhecimento e prazer ao homem que lhe agrada; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte e amontoe, a fim de dar àquele que agrada a Deus. Também isto é vaidade e correr atrás do vento.”

#2 PRECISAMOS ENXERGAR PROPÓSITOS PARA NOSSA DOR

Dor sem propósito é sofrimento inútil!

Dor com propósito é sacrifício que vale a pena, pois traz consolo ao coração e, em vez de traumas, traz marcas de vitória.

Gálatas 5.17: “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.”

Dê propósito à sua dor! Trabalhe para que ela se transforme em testemunho que glorifique o nome de Deus!

#3 NO FINAL, TUDO COOPERAR PARA O NOSSO BEM

Nem tudo que nos acontece faz sentido ou conseguimos de pronto entender, mas conseguimos crer que é o melhor quando nossa vida é dirigida por Deus.

Precisamos ter consciência de que tudo o que enfrentamos faz parte de nossa missão, ou seja, o fim não será a destruição.

Ló, por exemplo, escolheu a melhor parte da terra, e Abraão ficou com a pior.

Tudo indicava que para Abraaão só sobraria mais dores e dificuldades. Mas a realidade foi bem diferente.

O apóstolo Paulo foi humilhado e preso injustamente. Mas o Senhor nunca o desamparou, tanto que sua primeira prisão foi domiciliar e, a partir dela, surgiram as cartas que até hoje nos sustentam como Igreja.

Jesus levou sobre Si nossas dores e, pelas pisaduras d´Ele, somos curados! A crucificação não foi o fim!

Precisamos ter de consciência de que nada ocorre para a nossa destruição, mas para ao nosso desenvolvimento!

Em Deus, sempre haverá um caminho de cura e de restauração. Por isso, sofra mais dores que não te levam a nada!

Deus tem caminhos mais altos pra você! Assim como muitas crianças sentem dores ao crescer, que cada dor nos leve a alcançar a estatura de varão perfeito.

Lembre-se de que sempre podemos escolher sair de cada situações melhores!

Que, desta, você saia mais maduro, experiente, fortalecido e, consequentemente, preparado para patamares superiores.


Redação

67 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

"As situações não podem mais definir o seu futuro!"

Em 10 de julho, aconteceu o Encontro Mensal de Mulheres Mais que Vencedoras (+QV), o ministério feminino da Igreja Renascer em Cristo. O tema foi “Autorresponsabilidade” Com transmissão ao vivo do Ren

Poder do amor é tema da ministração da Ceia de julho

Em 1ª Coríntios 13.1-13, o apóstolo Paulo nos fala de uma arma espiritual poderosa que muitas vezes não é usada pela igreja: o poder do amor. Este foi o tema da ministração do apóstolo Estevam Hernand

Apóstolo Estevam ministra a oferta da semeadura

Durante a Ceia de Oficiais de julho, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou a oferta da semeadura, baseada no texto que está em 2º Coríntios 9.5-14. “O apóstolo Paulo nos fala sobre a necessidade de d