Apóstolo Estevam fala sobre o poder da maturidade

Atualizado: Mar 2

“O poder da maturidade” foi tema da ministração do apóstolo Estevam Hernandes durante a ceia de oficiais do mês de fevereiro. A Palavra foi baseada no texto de Efésios 4.11-16

“Quando estudamos a vida do apóstolo Paulo, entendemos que ele foi um dos homens que mais se aprofundou nas coisas espirituais. Paulo teve a auto consciência da necessidade de trilhar o caminho da maturidade espiritual. No seu alto nível de exigência, Paulo apontou os estágios espirituais que vivemos e como precisamos atingir a condição de uma pessoa madura para que o plano de Deus se cumpra em nossas vidas”, afirmou o apóstolo.

Ele explicou que o imaturo aborta o futuro e as possibilidades de Deus em sua vida. “Deus quer que tenhamos uma relação adulta com Ele para, sobretudo, encontrar os seus propósitos. Não podemos ser como meninos agitados, infantis, jogados de um lado para outro e levados por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia dos que nos induzem ao erro. A imaturidade é como um câncer espiritual, temos que vencê-la em nome de Jesus!”

Veja a seguir os principais trechos da ministração:

A condição para vivermos a plenitude dos ministérios apostólicos é a maturidade. Na Palavra, podemos ver de forma clara como é combatida a imaturidade.

O que acontece com os imaturos?

1º) Os imaturos bebem leite (Hebreus 5.12-14).

O grande problema espiritual dos nossos dias são as pessoas infantis na fé, que agem como crianças por causa da influência de entidades demoníacas. Satanás desvia a pessoa do crescimento e a mantém sempre na superficialidade para roubar sua constituição espiritual.

2º) Os imaturos tomam decisões destruidoras (1ª Coríntios 14.20).

Sansão foi um homem imaturo que tomou decisões terríveis. Davi, quando decidiu fazer sua própria vontade e não a de Deus, tomou decisões desastrosas que trouxeram consequências terríveis para sua vida, família e reinado. A profundidade desse texto de Paulo aos coríntios é um antídoto contra a imaturidade. Essa imaturidade leva as pessoas a cometer loucuras e tomar decisões destruidoras. Na Bíblia vemos casos de rebeldia em massa, como em Números 16.2-3. Aquela rebeldia trouxe destruição sobre o povo (Números 16.3). Os rebeldes são imaturos e sua imaturidade leva à destruição! A imaturidade leva a uma rebeldia destruidora.

3º) A imaturidade rouba o plano de Deus em nossas vidas (1º Crônicas 10.4).

Saul foi um homem imaturo em todas as suas atitudes. Depois de desprezar a vontade de Deus, de não ser submisso ao profeta, de ser possuído pela inveja, ele ainda cometeu suicídio. Deus nos chamou para sermos maduros em nossa vida espiritual. Não queremos viver de leite!

Temos que ter atitudes espirituais maduras!

1º Coríntios 3.2-4: “Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais. Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem? Quando, pois, alguém diz: eu sou de Paulo, e outro: eu, de Apolo, não é evidente que andais segundo os homens?”

O Espírito Santo tem alimento sólido que nos leva às experiências espirituais profundas. O homem maduro está preparado para passar por tribulações! É um homem de confiança de Deus!

Deus espera um comportamento maduro de todos nós!

Quais são as características de um homem maduro?

1º) Tem um comportamento maduro diante do Senhor (Jó 1.21-22):

“E disse: nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o senhor o deu e o senhor o tomou; bendito seja o nome do senhor! Em tudo isso Jó não pecou, nem atribuiu a deus falta alguma.”

O dia que tivermos esse comportamento de Jó haverá uma revolução nas nossas vidas! Não deixe sua carne te manipular! O imaturo não sabe conviver com o plano de Deus, mas o homem maduro conhece o Deus a quem serve e passa pela tribulação sem feri-lo. Ele tem entendimento espiritual como José teve. Aos maduros está reservado viver a glória da segunda casa!

2º) A Graça de Deus é suficiente para os maduros (2ª Coríntios 12.7-10).

Graça é favor imerecido, é ter tudo sem ter feito nada para merecer! Mas sentir prazer nas lutas está distante do modelo de crente imaturo que vemos hoje... Não queremos sofrer, queremos estar no evangelho da ilusão e da conveniência. No entanto, quem é maduro sabe que tudo que acontece está debaixo do propósito de Deus. Não ache que Deus falhou com você, não murmure! Quando estou sofrendo ou há algo que não entendo, Deus está cumprindo algo na minha vida. Nossa fraqueza se transforma em força. A Graça do Senhor deve nos bastar em tudo o que precisamos ser supridos! O que precisamos está nas mãos de Deus e temos livre acesso a Ele.

3º) A maturidade é a porta para prosperidade (2ª Coríntios 9.11).

Prosperidade é ser bem sucedido em tudo. Deus quer te fazer uma pessoa bem sucedida! Ele nos escolheu para sermos bem sucedidos, mas nossa imaturidade religiosa muda nossas prioridades e somos roubados. Deus dá aos maduros o poder de ser prósperos, pois dele vêm as riquezas materiais com propósitos superiores. Vamos ser reconhecidos pela nossa prosperidade sem nenhum tipo de religiosidade. Vamos enriquecer espiritualmente com o poder dos dons.

Infelizmente a Igreja está empobrecendo espiritualmente... Não podemos deixar que a chama do Espírito se apague no nosso meio!

Que o Senhor nos dê força, integridade espiritual, capacitação e que possamos nos levantar em maturidade!

O avivamento já está na terra e os maduros vão viver um grande avivamento!

Deus quer encher os maduros com o poder do Espírito Santo! Seremos uma igreja madura e rica em dons e experiências espirituais profundas!

Vamos fazer a diferença, Deus vai nos usar com poder e autoridade!


Redação

161 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

"As situações não podem mais definir o seu futuro!"

Em 10 de julho, aconteceu o Encontro Mensal de Mulheres Mais que Vencedoras (+QV), o ministério feminino da Igreja Renascer em Cristo. O tema foi “Autorresponsabilidade” Com transmissão ao vivo do Ren

Poder do amor é tema da ministração da Ceia de julho

Em 1ª Coríntios 13.1-13, o apóstolo Paulo nos fala de uma arma espiritual poderosa que muitas vezes não é usada pela igreja: o poder do amor. Este foi o tema da ministração do apóstolo Estevam Hernand

Apóstolo Estevam ministra a oferta da semeadura

Durante a Ceia de Oficiais de julho, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou a oferta da semeadura, baseada no texto que está em 2º Coríntios 9.5-14. “O apóstolo Paulo nos fala sobre a necessidade de d