"Para cada luta, Deus tem um propósito!"


Respeitando normas do decreto municipal Nº 59.349, a Renascer em Cristo retomou suas atividades presenciais, com máximo de 30% de sua capacidade; uso obrigatório de máscara; álcool gel disponível; distanciamento social; e restrição ao grupo de risco.

Para que todos fossem ministrados, os cultos deste domingo (31) também foram transmitidos pela Rede Gospel de Televisão e via Facebook e YouTube.

As palavras foram ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes e pela Bispa Sonia Hernandes, com base no tema “O Grande Terremoto”. Acompanhe, a seguir, o resumo:

Atos 16.25 a 34: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. O carcereiro despertou do sono e, vendo abertas as portas do cárcere, puxando da espada, ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido.

Mas Paulo bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos! Então, o carcereiro, tendo pedido uma luz, entrou precipitadamente e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Depois, trazendo-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para que seja salvo? Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. E lhe pregaram a palavra de Deus e a todos os de sua casa.

Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir, foi ele batizado, e todos os seus. Então, levando-os para a sua própria casa, lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus. Quando amanheceu, os pretores enviaram oficiais de justiça, com a seguinte ordem: Põe aqueles homens em liberdade. Então, o carcereiro comunicou a Paulo estas palavras: Os pretores ordenaram que fôsseis postos em liberdade. Agora, pois, saí e ide em paz.

Paulo, porém, lhes replicou: Sem ter havido processo formal contra nós, nos açoitaram publicamente e nos recolheram ao cárcere, sendo nós cidadãos romanos; querem agora, às ocultas, lançar-nos fora? Não será assim; pelo contrário, venham eles e, pessoalmente, nos ponham em liberdade. Os oficiais de justiça comunicaram isso aos pretores; e estes ficaram possuídos de temor, quando souberam que se tratava de cidadãos romanos. 39. Então, foram ter com eles e lhes pediram desculpas; e, relaxando-lhes a prisão, rogaram que se retirassem da cidade.

Tendo-se retirado do cárcere, dirigiram-se para a casa de Lídia e, vendo os irmãos, os confortaram. Então, partiram.”

Paulo estava fazendo a obra de Deus, pregando, ganhando vidas, saindo de Filipos.

Naquela jornada, Paulo e Silas se deparam com uma mulher adivinha que dava grandes lucros aos seus senhores.

Eles, então, a libertam do espírito maligno de adivinhação e, por conta disso, foram vítimas de uma terrível perseguição.

Eles foram torturados e, depois, colocados e um tipo de área de segurança, como se fossem bandidos perigosos.

Mas, independente das circunstâncias, Deus tinha um propósito maior para ele. O fim desta história não foi a destruição, mas um poderoso livramento!

Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Precisamos ter consciência de que:

1- O mundo luta contra a obra de Deus em nossas vidas;

Somos de Deus, e o mundo jaz no maligno!

1 João 5:19: “Sabemos que somos de deus e que o mundo inteiro jaz no maligno.”

Quando estamos vivendo em santidade e na presença de Deus, Satanás faz de tudo para nos atacar. E uma das estratégias é usando o mundo contra nós!

Aquele povo foi contaminado por um sentimento maligno contra Paulo e Silas.

Deus pode até permitir que Satanás nos ataque, mas não permite que ele nos toque e, muito menos, nos destrua.

1 João 5.18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de deus não vive em pecado; antes, aquele que nasceu de deus o guarda, e o maligno não lhe toca.”

2- Em tempos de guerra, louve;

2 Samuel 22.1 a 7: “Falou Davi ao Senhor as palavras deste cântico, no dia em que o Senhor o livrou das mãos de todos os seus inimigos e das mãos de Saul. E disse: O Senhor é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte e o meu refúgio. Ó Deus, da violência tu me salvas. Invoco o Senhor, digno de ser louvado, e serei salvo dos meus inimigos.

Porque ondas de morte me cercaram, torrentes de impiedade me impuseram terror; cadeias infernais me cingiram, e tramas de morte me surpreenderam. Na minha angústia, invoquei o Senhor, clamei a meu Deus; ele, do seu templo, ouviu a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos.”

Paulo e Silas, mesmo açoitados, amarrados e presos em correntes, adoravam ao Senhor! Pois, mesmo encarcerados, espiritualmente, eles eram livres!

A boca do adorador produz milagres!

3- Deus vai interferir, e o terremoto vai abalar as estruturas

Ageu 2.6 a 9: “Pois assim diz o senhor dos exércitos: ainda uma vez, dentro em pouco, farei abalar o céu, a terra, o mar e a terra seca. Farei abalar todas as nações, e as coisas preciosas de todas as nações virão, e encherei de glória esta casa, diz o senhor dos exércitos. Minha é a prata, meu é o ouro, diz o senhor dos exércitos. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o senhor dos exércitos; e, neste lugar, darei a paz, diz o senhor dos exércitos.”

Tudo se abalou, mas apenas Paulo e Silas tiveram as correntes quebradas. Deus preservou os presos.

Um propósito maior iria se cumprir! A família do carcereiro inteira foi salva de maneira gloriosa.

O terremoto vai te fazer sair em honra de todas as armações malignas!

Atos 16.36 a 39: “Então, o carcereiro comunicou a Paulo estas palavras: os pretores ordenaram que fôsseis postos em liberdade. Agora, pois, saí e ide em paz. Paulo, porém, lhes replicou: sem ter havido processo formal contra nós, nos açoitaram publicamente e nos recolheram ao cárcere, sendo nós cidadãos romanos; querem agora, às ocultas, lançar-nos fora? Não será assim; pelo contrário, venham eles e, pessoalmente, nos ponham em liberdade.

Os oficiais de justiça comunicaram isso aos pretores; e estes ficaram possuídos de temor, quando souberam que se tratava de cidadãos romanos. Então, foram ter com eles e lhes pediram desculpas; e, relaxando-lhes a prisão, rogaram que se retirassem da cidade. - bíblia apostólica.”

Acompanhe, no vídeo abaixo, a ministração na íntegra:


Redação

118 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

12 conselhos da Bispa Fê para todas as mamães

Em seu Instagram, a Bispa Fê deixou 12 conselhos para as mamães. Acompanhe, a seguir, o texto inspirador: Ser mãe não é só gerar e alimentar! É também ensinar, disciplinar, apoiar, instruir, corrigir

"Não assuma essa dificuldade como definitiva"

Neste domingo (09). Em todas as igrejas Renascer em Cristo, as mamães foram homenageadas. Além das manifestações de carinho, elas receberam orações. “Recebemos a bênção de gerar, cuidar, ensinar, dire

Marcas Apostólicas é tema da Ceia de Oficiais

Durante a Ceia de Oficiais da Igreja Renascer em Cristo, realizada na Renascer Arena, o Apóstolo Estevam Hernandes trouxe uma mensagem de reflexão com base no tema: Marcas Apostólicas. Acompanhe, a se