top of page

“Não verbalize o que você não quer que se manifeste!”

Atualizado: 24 de abr. de 2023

O segundo período da Conferência Internacional +QV Libertação, que reuniu 10 mil mulheres na Renascer Arena, nesta sexta-feira (21), e contou com uma mega estrutura para a celebração dos 10 anos do projeto Mais que Vencedoras, começou com os louvores do Renascer Praise, o maior grupo de louvor da América Latina.

Na sequência, as líderes do +QV, Bispa Sonia Hernandes e Bispa Fernanda Hernandes se reuniram no altar com a Apóstola Valnice Milhomens, com a Bispa Virgínia Arruda e a Pastora Soraya Moraes para um bate-papo carregado de sabedoria, no qual elas dividiram suas experiências e esclareceram dúvidas das participantes.



Dando continuidade à programação, a Apóstola Valnice Milhomens, uma das primeiras mulheres a ocupar o altar no Brasil e que esteve presente no primeiro Encontro de Mulheres da Renascer, realizado há mais de 30 anos, trouxe uma palavra profética às participantes, com base no tema “Libertação”.


Acompanhe, a seguir, os principais trechos da ministração:


As nossas palavras têm poder! Por isso, não verbalize o que você não quer que se manifeste. Verbalize o que Deus fala. Não proclame o problema, proclame a solução. Não fale que você está presa, mas que Cristo te libertou.


Hoje, vamos proclamar:


Gálatas 5.1: Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso, permaneçam firmes e não se submetam, de novo, a jugo de escravidão.


João 8.32: E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.


Romanos 6.18 e 22: E, uma vez libertados do pecado, foram feitos servos da justiça. Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, o fruto que vocês colhem é para a santificação. E o fim, neste caso, é a vida eterna.


Romanos 8.2: Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, livrou você da lei do pecado e da morte.


O pecado não tem mais direito legal sobre nossas vidas, pois fomos crucificadas com Cristo. Ele levou para a cruz todas as nossas maldições.


Cristo te fez livre. Por isso, não fique escrava de nada nem de ninguém.


Precisamos ter consciência de que Satanás trabalha com um pacote de mentiras, para que a gente não saiba os direitos que temos em Cristo!

No capítulo 7 de Romanos, Paulo fala de um grande dilema que ele enfrentou: “Porque não faço o bem que eu quero, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim.”


Romanos 8 é o capítulo no qual Paulo fala sobre a libertação que Deus tem para nós por meio do Espírito Santo.


8, na Bíblia, significa recomeço, e é isso o que o Senhor reservou para você!


Nós, hoje, profeticamente vamos sair do capítulo 7 e ir para o capítulo 8, pois não haverá mais conflitos em nossas vidas.


Nós estávamos sob o antigo princípio do pecado e da morte, mas isso foi transcendido pelo novo princípio da vida em Cristo. Agora, você é livre! A morte foi substituída pela vida.


Paulo dá ao Espírito Santo um dos seus títulos mais magníficos: espírito de vida!


Vida, na Bíblia, não se limita apenas à nossa existência, mas à presença de Deus em nós. O Senhor tem para nós qualidade e plenitude.


A presença d’Ele em nós faz com que produzamos o fruto do Espírito Santo: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Faz com que tenhamos o pode criativo que há em Deus e, assim, trazemos à existência o que não existe.


Romanos 8.11: E se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos vive em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também fará com que seus corpos mortais vivam de novo, por meio desse mesmo Espírito que mora em vocês.

Romanos 8 está dividido no seguinte processo de libertação:


1- Uma nova mentalidade (Romanos 8.5 a 8);


2- Um novo sentido de vida (Romanos 8.9 a 11);


3- Uma nova obrigação (Romanos 8.12 e 13);


4- Uma nova identidade (Romanos 8.14 a 17).

Em sua ministração, a Apóstola se aprofundou no primeiro tópico:


Existem duas vontades disputando o controle da minha vida, ou seja, existem duas mentalidades: a do espírito e a da carne.


O que ocupa nossa mente determina nossas atitudes. Por isso, precisamos renovar nosso entendimento. A nossa maneira de enxergar as pessoas, as situações e nós mesmas precisa mudar.


Guarde isso:


- Nossa mentalidade expressa nossa natureza básica.


Precisamos definir nossas mentes, através do nosso foco!


- Nossa mentalidade tem consequências eternas.


Quais são as consequências eternas da mentalidade carnal? A morte!


Quais são as consequências da mentalidade espiritual? A vida eterna!


Romanos 8.6: Portanto, permitir que a natureza humana controle a mente resulta em morte, mas permitir que o Espírito controle a mente resulta em vida e paz.


Pensamentos produzem sentimentos, e sentimentos produzem determinados padrões de comportamento. Por isso, precisamos ter consciência de que a paz não depende do que acontece fora de nós, mas dentro de nós.


O que guarda seu pensamento protege seu sentimento e determina suas atitudes!


Se o seu foco são os problemas, quais serão seus sentimentos? E quais serão os resultados?


Guarde isso:


Você é maior do que essas circunstâncias, e o teu Deus é maior do que tudo.

- Onde nos estabelecemos e como ocupamos nossas mentes desempenha um papel vital em nossa conduta e no nosso destino.


Você é uma águia, foi criada para voar alto. Você não foi criada para viver encurvada e limitada como as galinhas.


Guarde isso:


Uma nova identidade requer uma nova mentalidade!


Romanos 12.2: E não vivam conforme os padrões deste mundo, mas deixem que Deus os transforme pela renovação da mente, para que possam experimentar qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.


O final do culto foi marcado por um grande mover de cura, libertação e os louvores de Soraya Moraes.

"É uma grande alegria estar com vocês nesta tarde. É muito bom estar com mulheres que tem consciência de sua identidade em Cristo. A Bispa Sonia e eu caminhamos muitos anos juntas. Ela nunca deixou de ser minha pastora, minha intercessora e é minha amiga!".


A cantora também compartilhou um testemunho que viveu recentemente: "No meio do nosso projeto, meu marido teve um sangramento no intestino e estava com covid. Pensei em parar com tudo, pois sem ele era difícil continuar. Na UTI, meu marido me encorajou a continuar ensaiando e me preparando. No dia da gravação, ele já estava liberado e coordenando tudo. O que eu canto é o que eu acredito e vivo! Quando estamos no deserto, temos duas alternativas: ficar deprimida e desistir ou continuar. Escolha continuar, pois você viverá o plano de Deus! Para cada problema que você está vivendo, há uma dúzia de promessas para você viver".


Redação

Fotos: Pedro Flausino, Juan Fernandes, Giuliana Deko e Roberto Castineiras

Comments


bottom of page