Não estamos debaixo de sentenças, mas de promessas

Atualizado: 21 de Abr de 2020

Por conta da quarentena, os cultos deste domingo (19) foram transmitidos pela Rede Gospel de TelevisãoRádio Gospel FM e via YouTube e Facebook, em cinco horários: 8, 10, 15, 17 e 19 horas.

Às 10, 17 e 19 horas a palavra foi ministrada pelo Apóstolo Estevam Hernandes e pela Bispa Sonia Hernandes, com base no tema "Do Pur para o Purim". 


“Em meio a tantas incertezas, nós cremos nos livramentos do Senhor! Acima de tudo, está a vontade d’Ele. Para Deus, não existem situações irreversíveis. Não estamos debaixo de sentenças, mas de promessas!”, declarou o casal.


Eles explicaram que Purim é uma celebração judaica que relembra a libertação do plano maligno de Hamã, primeiro-ministro do rei Artaxerxes, que o manipulou para que ele assinasse uma lei de extermínio contra os judeus durante o Primeiro Império Persa.

Após um jejum de três dias convocado pela rainha Ester e o primo e líder espiritual dela, Mordecai, houve uma interferência divina, e o povo recebeu o direito de lutar.

O nome "Purim" deriva da palavra hebraica "pur", que significa "sorteio". Este era o método usado por Hamã, para escolher a data na qual ele pretendia colocar em prática seu plano maligno, que fora totalmente frustrado – de dias de luto para uma grande festa.


Acompanhe mais detalhes no texto bíblico abaixo: Ester 9. 25 a 29: “Mas, tendo Ester ido perante o rei, ordenou ele por cartas que o seu mau intento, que assentara contra os judeus, recaísse contra a própria cabeça dele, pelo que enforcaram a ele e a seus filhos. Por isso, àqueles dias chamam Purim, do nome Pur.  Daí, por causa de todas as palavras daquela carta, e do que testemunharam, e do que lhes havia sucedido, determinaram os judeus e tomaram sobre si, sobre a sua descendência e sobre todos os que se chegassem a eles que não se deixaria de comemorar estes dois dias segundo o que se escrevera deles e segundo o seu tempo marcado, todos os anos; e que estes dias seriam lembrados e comemorados geração após geração, por todas as famílias, em todas as províncias e em todas as cidades, e que estes dias de Purim jamais caducariam entre os judeus, e que a memória deles jamais se extinguiria entre os seus descendentes. Então, a rainha Ester, filha de Abiail, e o judeu Mordecai escreveram, com toda a autoridade, segunda vez, para confirmar a carta de Purim.”


Acompanhe também os vídeos dos cultos celebrados neste domingo:

Manhã:

Tarde:

Noite:


Redação

64 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

"As situações não podem mais definir o seu futuro!"

Em 10 de julho, aconteceu o Encontro Mensal de Mulheres Mais que Vencedoras (+QV), o ministério feminino da Igreja Renascer em Cristo. O tema foi “Autorresponsabilidade” Com transmissão ao vivo do Ren

Poder do amor é tema da ministração da Ceia de julho

Em 1ª Coríntios 13.1-13, o apóstolo Paulo nos fala de uma arma espiritual poderosa que muitas vezes não é usada pela igreja: o poder do amor. Este foi o tema da ministração do apóstolo Estevam Hernand

Apóstolo Estevam ministra a oferta da semeadura

Durante a Ceia de Oficiais de julho, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou a oferta da semeadura, baseada no texto que está em 2º Coríntios 9.5-14. “O apóstolo Paulo nos fala sobre a necessidade de d