Célula +QV: Como ter paz em dias de guerra?



Nesta quarta-feira (15), durante a célula online do projeto Mais que Vencedoras, a Bispa Sonia Hernandes trouxe uma mensagem de reflexão, com base no tema "Como ter paz quando tudo parece estar perdido?" e no texto bíblico abaixo:

1 Samuel 13.4 a 15: “Todo o Israel ouviu dizer: Saul derrotou a guarnição dos filisteus, e também Israel se fez odioso aos filisteus. Então, o povo foi convocado para junto de Saul, em Gilgal. Reuniram-se os filisteus para pelejar contra Israel: trinta mil carros, e seis mil cavaleiros, e povo em multidão como a areia que está à beira-mar; e subiram e se acamparam em Micmás, ao oriente de Bete-Áven. Vendo, pois, os homens de Israel que estavam em apuros (porque o povo estava apertado), esconderam-se pelas cavernas, e pelos buracos, e pelos penhascos, e pelos túmulos, e pelas cisternas.

Também alguns dos hebreus passaram o Jordão para a terra de Gade e Gileade; e o povo que permaneceu com Saul, estando este ainda em Gilgal, se encheu de temor. Saul oferece sacrifícios e é reprovado por Samuel Esperou Saul sete dias, segundo o prazo determinado por Samuel; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se foi espalhando dali. Então, disse Saul: Trazei-me aqui o holocausto e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto.

Mal acabara ele de oferecer o holocausto, eis que chega Samuel; Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar. Samuel perguntou: Que fizeste? Respondeu Saul: Vendo que o povo se ia espalhando daqui, e que tu não vinhas nos dias aprazados, e que os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, eu disse comigo: Agora, descerão os filisteus contra mim a Gilgal, e ainda não obtive a benevolência do Senhor; e, forçado pelas circunstâncias, ofereci holocaustos.

Então, disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente em não guardar o mandamento que o Senhor, teu Deus, te ordenou; pois teria, agora, o Senhor confirmado o teu reino sobre Israel para sempre. Já agora não subsistirá o teu reino. O Senhor buscou para si um homem que lhe agrada e já lhe ordenou que seja príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou. Então, se levantou Samuel e subiu de Gilgal a Gibeá de Benjamim. Logo, Saul contou o povo que se achava com ele, cerca de seiscentos homens.”

Acompanhe, a seguir, os principais trechos da ministração:

Naquela época, os soldados e os reis só podiam ir à guerra debaixo da bênção sacerdotal e após a entrega de uma oferta, e essa oferta precisava ser consagrada pelo profeta.

Saul sabia deste princípio, mas o ignorou completamente e, antes de ir à batalha, consagrou-a no lugar de Samuel.

Foi uma atitude movida por uma dedução, pois, para Saul, o profeta não chegaria a tempo.

Qual foi o erro e Saul? Ser movido por sua leitura equivocada dos fatos e pelo desespero, em vez de esperar, e isso custou o seu reinado.

Para temos paz, em meio à guerra, precisamos:

- Ter uma vida de consagração no altar;

- Ter uma fé maior que as circunstâncias;

- Ter determinação.


Não fuja e não se omita! Permanecer no campo de batalha. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, tendo consciência de que Deus está no controle. Só acontecerá o que Ele permitir!

Acompanhe, a seguir, a mensagem na íntegra:


Redação

18 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Central de Endereços

Para saber qual a igreja mais próxima clique aqui!

© 2020 | Produzido por agência VB Creations  | Todos os direitos reservados.