A oferta que traz livramentos

Atualizado: Ago 31

Durante a Ceia de Oficiais, o Apóstolo Estevam Hernandes ministrou a oferta que traz livramentos sobrenaturais.

Acompanhe, a seguir, o resumo da palavra:

2 Reis 3.11 a 24: “Perguntou, porém, Josafá: Não há, aqui, algum profeta do Senhor, para que consultemos o Senhor por ele? Respondeu um dos servos do rei de Israel: Aqui está Eliseu, filho de Safate, que deitava água sobre as mãos de Elias. Disse Josafá: Está com ele a palavra do Senhor. Então, o rei de Israel, Josafá e o rei de Edom desceram a ter com ele. Mas Eliseu disse ao rei de Israel: Que tenho eu contigo? Vai aos profetas de teu pai e aos profetas de tua mãe. Porém o rei de Israel lhe disse: Não, porque o Senhor é quem chamou estes três reis para os entregar nas mãos de Moabe.

Disse Eliseu: Tão certo como vive o Senhor dos Exércitos, em cuja presença estou, se eu não respeitasse a presença de Josafá, rei de Judá, não te daria atenção, nem te contemplaria. Ora, pois, trazei-me um tangedor. Quando o tangedor tocava, veio o poder de Deus sobre Eliseu. Este disse: Assim diz o Senhor: Fazei, neste vale, covas e covas. Porque assim diz o Senhor: Não sentireis vento, nem vereis chuva; todavia, este vale se encherá de tanta água, que bebereis vós, e o vosso gado, e os vossos animais. Isto é ainda pouco aos olhos do Senhor; de maneira que também entregará Moabe nas vossas mãos

.

Ferireis todas as cidades fortificadas e todas as cidades principais, e todas as boas árvores cortareis, e tapareis todas as fontes de água, e danificareis com pedras todos os bons campos. Pela manhã, ao apresentar-se a oferta de manjares, eis que vinham as águas pelo caminho de Edom; e a terra se encheu de água. Ouvindo, pois, todos os moabitas que os reis tinham subido para pelejar contra eles, todos os que cingiam cinto, desde o mais novo até ao mais velho, foram convocados e postos nas fronteiras.

Levantando-se de madrugada, em saindo o sol sobre as águas, viram os moabitas defronte deles as águas vermelhas como sangue. E disseram: Isto é sangue; certamente, os reis se destruíram e se mataram um ao outro! Agora, pois, à presa, ó Moabe! Porém, chegando eles ao arraial de Israel, os israelitas se levantaram e feriram aos moabitas, os quais fugiram diante deles; entraram os israelitas na terra e também aí feriram aos moabitas.”

Após a morte de Acabe, o filho dele, Jorão, começou a reinar. Diferentemente do pai, ele era contra os moabitas, que queriam tomar Israel.

Jorão, então, chama Josafá, rei de Judá, para se aliançar com ele. Como Josafá era temente a Deus, pediu uma orientação a Eliseu antes de ir à guerra.

O Senhor, então, por meio do seu profeta, afirma que aquela vitória seria deles e dá as devidas orientações àqueles reis, que também se aliaram aos edomitas, outro povo contrário a Moabe.

Mesmo humanamente em desvantagem, eles foram à luta, pois creram naquela palavra.

Mesmo sem vento e chuva, Deus afirmou que aquelas covas que eles estavam abrindo se encheriam de águas.

Muitas vezes, como ocorreu com aqueles reis, será difícil acreditar nos caminhos do Senhor. Mas a nossa parte não é questionar, mas crer e obedecer! O “como” Ele providenciará.

Precisamos ter consciência de que as evidências e as condições humanas não anulam as promessas de Deus!

Ao amanhecer, águas de diversas partes começaram a descer e a preencher aquelas covas. O suprimento que Deus tem para nós será assim: aparecerá sobrenaturalmente.

Essa foi a primeira parte daquele milagre. A guerra ainda não havia acabado!

A projeção da luz do Sol fez com que aquela água ficasse vermelha como sangue, fazendo com que os moabitas acreditassem que aqueles reis haviam se matado.

Achando que os caminhos estavam liberados, os moabitas foram para Israel, com o objetivo de invadi-lo, mas se depararam com um grande exército, que os destruiu. E, assim, aquela guerra foi vencida.

Não importa qual luta você está enfrentando, Deus já providenciou um poderoso livramento!

Há um segredo espiritual profundo por trás desta vitória:

Guarde isso: O dia do livramento é o dia da oferta!

Antes da liberação das águas, eles haviam consagrado uma oferta!

2 Reis 3.20: “Pela manhã, ao apresentar-se a oferta de manjares, eis que vinham as águas pelo caminho de Edom; e a terra se encheu de água.”

A oferta abre caminhos! Por isso, não