NotÝcia

Simpˇsio Nacional de FormašŃo reuniu mais de 600 lÝderes

Por renascer.org.br - 27/10/2014

Neste sábado, 25, das 10 às 16hs, aconteceu no Renascer Hall, o Simpósio Nacional de Formação 2014. De acordo com a bispa Amanda Baldoni, coordenadora nacional do CEA, o maior objetivo do encontro foi padronizar a formação e os ministérios e ajustar sentimentos e comportamentos. "Esse encontro é uma grande vitória. Reunimos hoje formadores dos CEAs de todo o Brasil, as lideranças de 20 ministérios e vamos iniciar uma caminhada mais ajustada em termos de formação para viver o que Deus tem para nós, para dar mais frutos e que eles permaneçam", disse.
 
O bispo Geraldo Tenuta abriu o simpósio com a primeira ministração do dia sobre as 12 Características Apostólicas do Formador. Ele iniciou falando da importância da formação em um momento como esse em que a Igreja Renascer está em contagem regressiva para a digitalização da Rede Gospel. "Temos mesmo que nos preparar para receber as vidas que o Senhor enviará, pois o nosso alcance será multiplicado de forma que ainda não imaginamos", alertou.
 
 
Acompanhe os principais momentos da ministração do bispo Gê:
 
"O ministério de Jesus teve uma eficiência tremenda. Em apenas três anos, ele formou discípulos e apóstolos, mas não foi somente com o ensino da Palavra, mas com comunhão e convivência, estabelecendo um forte vínculo. O apóstolo Paulo, da mesma forma, entendeu o quanto era importante a formação. O que os demais apóstolos estavam fazendo era maravilhoso, mas Paulo sabia que precisaria dar continuidade ao chamado com a formação. Por isso ele escreveu dois terços do Novo Testamento: para formar. Sem isso o chamado poderia sucumbir aos ensinamentos heréticas. A fundamentação na Palavra é muito importante se quisermos deixar sucessores.
 
As 12 características do formador:
 
1ª marca - Testemunho Apostólico  - Quando os apóstolos foram chamados para ficar em Jerusalém esperando para serem revestidos de poder, esse poder era para conseguissem ser testemunhas. A palavra 'testemunha' significa ser alguém que mesmo passando por uma situação difícil, mantém o seu testemunho;
 
2ª marca - Empenho Apostólico  -  Pedro ficou em Jerusalém, mas Paulo foi para Roma. O empenho é algo muito importante (1Tm 6.12-14). A apóstolo Paulo sabia que não era fácil levar o apostolado a frente. Para isso, tinha de combater o bom combate, tomar posição diante das pessoas; precisava de empenho e de trabalho. As pessoas recebem envio e desafios, mas muitas vezes vão postergando. Empenho apostólico é receber uma missão e colocá-la em prática. Na formação, da mesma, maneira. Temos que ser multiplicadores e não reprodutores. O reprodutor estabelece um limite de alcance, mas o multiplicador rompe os limites. Pedro ficou no que era fácil, prático, que era Jerusalém ou a Galileia. Paulo foi para os confins da terra. Essa marca tem que fazer parte da sua vida.
 
3ª marca - Consciência da Autoridade Apostólica - (Tito 2.15) - Ainda que alguém te despreze, saiba que a autoridade apostólica está sobre sua vida. Não temos que ficar abatidos com comentários, com aquele que zomba ou despreza. Imagine o que o apóstolo Paulo passou levando o Evangelho em um mundo tão louco com tantas filosofias! Mas ele tinha um bom testemunho e tinha a autoridade apostólica. De todos os livros que Paulo escreveu, um terço foi feito na prisão. Imagina alguém escrevendo com autoridade de dentro de uma da prisão! Se ele não tivesse consciência dessa autoridade apostólica não teria conseguido.
 
4ª  marca - Consciência Espiritual - É preciso ter consciência do mundo espiritual, saber que existem principados e potestades, mas que sobre nós está a autoridade apostólica (2Tm 3.8-11). As nossas armas são poderosas, mas temos que colocá-las em prática, por isso que nossa igreja jejua, e jejua muito, para não fazermos como Pedro no monte da transfiguração. Ele estava ali com Moisés (Lei), Elias (Profetas) e Jesus (Nova Aliança), que iria para o Pai. Quem deveria assumir era Pedro e os apóstolos, mas eles não tinham consciência espiritual do que estava acontecendo naquele momento. Temos que ter consciência espiritual na formação, sobre o que é a verdadeira santidade, o que é guerra espiritual, etc. Guerra espiritual não é só para intercessão, como muitas pessoas imaginam, é para os mestres.
 
5ª marca - Longanimidade - Como formar um aluno que é do contra? Com longanimidade. Ninguém é obrigado a saber tudo e a concordar com tudo, aliás o aluno está ali para aprender. Mas com longanimidade você pode tratar as pessoas, até o aluno mais difícil. Formação é procedimento (1Tm 3.1-3).
 
 
6ª marca - Zelo Apostólico - Você deve ser longânime, mas não pode perder o zelo pelos fundamentos. Uma coisa é ser inimigo de contenda e ser uma pessoa mansa, outra coisa é aceitar o que é errado. Temos que ter o zelo apostólico na formação. Não podemos permitir que as heresias se disseminem dentro da igreja. Temos que manter o fundamento apostólico e denunciar as heresias através do testemunho e do fundamento, que é a Palavra (2Co 11.12-15).
 
7ª marca - Renúncia por Causa do Envio -- Tem que se pagar um preço para formar sucessores. Paulo pagava um preço, na prisão, sendo abandonado, mas muitos que ele formou se mantiveram firmes, porque ele tinha uma história de renúncia. No reino de Deus não há perdas, mas semeadura. Formar discípulos e sucessores é importante para que o envio seja verdadeiro. O teu chamado tem que ser maior que a tua própria vida, e isso não pode ser apenas palavras, mas uma realidade (2Tm3.10-13).
 
8ª marca - Busca na Palavra - Fonte genuína é a Palavra de Deus. Não podemos trazer costumes equivocados e misticismos. A malignidade do misticismo roubas as vidas. Todas as coisas vão passar, os modismos, os misticismos, mas o nosso fundamento é a Palavra (2Tm3.14-17). Ande no fundamento e busque na Palavra e você vai encontrar tudo o que precisa.
 
9ª marca - Visão de Futuro - Temos que deixar um fundamento, temos que deixar um legado. (1Tm 4.1.4). O apóstolo Paulo, na carta a Timóteo, já fala do que aconteceria nos últimos tempos. Ele já deixou escrito porque a visão apostólica é a visão de futuro.
 
10ª marca - Fidelidade Apostólica - A marca de quem tem o apostolado é fidelidade. Quem é fiel só colhe bênção. Temos que ter uma palavra que nos norteie; temos que ter uma aliança, mas que não é humana, mas é real e com fidelidade apostólica. Mantenha esse sentimento e não seja roubado. Não perca a delegação que está sobre sua vida. Toda delegação e submissão trazem a cobertura e autoridade (Tito 1.9-11)
 
11ª marca - Unidade Apostólica  - Temos que ter unidade para receber formação (2Tm 1.9-13). O apóstolo Paulo, apesar de estar sofrendo, manteve fidelidade e unidade. Muitos que estavam sofrendo foram buscar sua comodidade e abriram mão da unidade, mas nós não abriremos mão.
 
12ª  marca - Humildade Apostólica - É ser humilde como Jesus. Quando Ele estava falando com Pilatos, em nenhum momento, foi insubordinado. Nunca foi arrogante e não precisava provar nada para ninguém, não precisava impor nada. Nosso papel, da mesma forma, é andar no reto caminho e o Senhor vai nos exaltar (2Tm 4.5-8).
 
 
"Nós somos a geração de quem Deus espera uma mudança de comportamento", ministrou a Bispa Amanda
 
Após a ministração do bispo Gê, foi a vez da bispa Amanda. Ela ministrou sobre o Caminho do Formador Apostólico e dividiu esse caminho em três áreas: comportamentos, sentimentos e relacionamentos:
 
"Todos nós somos formadores, bispos, pastores e líderes de ministérios. E quem é formador deve ter seu caminho estabelecido espiritualmente. Por exemplo, no mundo as pessoas pensam, sentem e, depois se comportam. Na Palavra de Deus, primeiro eu me comporto, depois eu penso e sinto. Eu me comporto de maneira a gerar um pensamento e um sentimento de Cristo. Nós somos a geração de quem Deus espera uma mudança de comportamento", ensinou.
 
 
A bispa explicou que o formador deve incorporar duas características espirituais aos seus comportamentos: sabedoria e prudência. "A sabedoria é aplicação do conhecimento. Por exemplo, o que adianta saber que tem que perdoar se não perdoa? Cada comportamento que você tem contra a sabedoria e estratégia de Deus, é como pregar ou ensinar e errado", esclareceu.
Segundo ela, o homem que é formador tem sempre um caminho de sabedoria -- ou será eliminado por sua carne. "Um homem sábio se sente responsável pela obra de Deus e se pergunta: que  estratégia devo usar?"
 
"Nos relacionamentos, desvie-se do mal; nos sentimentos, tome cuidado com duas coisas que destroem o homem:soberba e altivez. A soberba está na alma; o problema é quando entra no espírito. Quando isso acontece, a pessoa é dominada e multiplica um comportamento altivo que é contra a unidade e contra o sentimento de Cristo". E finaliza: "O segredo do formador é humildade e santidade. Ele reconhece seus erros e busca melhorar; honra o próximo, jamais se opõe a princípios espirituais e sente prazer em servir".
 
 
Mônica Vendrame – Redação iGospel
Fotos: Fellipe Pupo e Cristiano Cruz

Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Voc├¬ pode fazer o que ningu├ęm faz - Ap├│stolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Deus tem uma nova chance pra você - Apóstolo Estevam Hernandes #igrejarenascer
Deus tem uma nova chance pra você - Apóstolo Estevam Hernandes #igrejarenascer